Compressor part.3

Release

Funciona como se fosse uma válvula de escape. É o responsável pelo controle do tempo em que o compressor irá deixar de comprimir. Por meio desse parâmetro, é ajustado o período em que o sinal ficará no estado de compressão até que outro ultrapasse o limiar. Para que exista o tempo de descompressão, o sinal deverá cair abaixo do nível de threshold. Existem equipamentos que não possuem este comando e o fazem automaticamente (veja gráfico) Cada item do compressor é muito importante sabermos, pois cada ajuste mal feito, você obterá resultados constrangedores, horríveis.



MODOS DE COMPRESSÃO

Hard Knee  Esse tipo de compressão é chamado de "Compressão Dura", ou "Transição Rápida" (Hard Knee quer dizer joelho duro, por causa de seu sistema de funcionamento). Na configuração gráfica, pode-se ver a diferença.

Soft Knee  Quando se usa esse tipo de compressão, assim que o sinal atingir a entrada do compressor, ele já começa a atuar sem que precise alcançar o nível de threshold (Soft Knee quer dizer joelho mole, por causa de seu sistema de funcionamento). Na configuração gráfica pode-se entender melhor, Existem no mercado, compressores que já têm esses parâmetros pre-estabelecidos pelo fabricante.




Overeasy  Em alguns equipamentos, esses parâmetros estão descritos como OVEREASY. Quando acionado, ele funciona como Soft Knee e Hard Knee.

Gain Reduction  A redução de ganho é expressa em dB, em um VU de leds, normalmente vermelhos, com ordem crescente da direita para esquerda, ou seja , ao contrário dos VUs normais. Ele mede o nível de sinal que foi reduzido após a compressão, possibilitando o aumento de volume na mesma proporção da redução, para que se ganhe corpo no som. Dica: Lembre-se de que enquanto VUs apresentam a média do sinal reduzido, LEDs mostram o pico do mesmo sinal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Icones

                     
       Resultado de imagem para whatsapp icon black        
 


         

Atrubuição em imagem